domingo, 3 de novembro de 2013

O mundo não é quadrado



Somos fisionomias rigorosas,
Não temos caminhos certos,
Nem afecto certo
A simpatia, esse sentimento
Que oscila entre os astros;
Trémula de amor;
O desejo e aspiração.

Sermos regados
pelas águas do rio
Para que rebentem
Lindas flores de amor
Flores perfumadas 
O mundo não é quadrado
Sem cantos.
O mundo é uma bola
Tudo gira á tua volta

Mas cada um  
Está no seu próprio mundo,
Tens que viver de acordo com a realidade
Fora desse teu quadrante.
Abandona esses cantos do teu quarto
Há campos, vilas, cidades, há comunidades,
Há gente para amar
Para te libertares.
 .MDP