domingo, 17 de novembro de 2013

Naquelas terras de além-mar!



Minha Deus! Rainha dos rios e florestas
Que em toda a parte protegeste-me
Nas horas triste mais angustiosa da minha vida
Teu verde manto que se estende
Pelas Planizes e montanhas,
Rios e florestas.

Nunca me esqueço
Naqueles tempos dolorosos
Que me protegestes
E que me adormecestes no teu colo
Sentia me calmo e feliz
Bem e doce esse tempo de outrora

Naquelas terras de além-mar!
Protegestes a minha vida
Mas tu me envolvias de alegria
Quando falava pela noite fora
Falavas-me sobre a Fé e disciplina
E tu cantavas, cantavas para fortaleceres-me

Para além vi chegar o meu dia
O meu dia de partir de regresso
Há terra que me viu nascer,
Á minha linda terra.
Eu cantei, eu dancei, eu chorei
Eu via na minha tela caravelas a navegar