sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O MEU DESTINO
O meu destino era obedecer um só comando: Sobreviver!
Quando a minha mãe andava grávida de mim, Eu, era um Feto. Apercebia-me pelas reações e conversas entre a minha mãe e doutras pessoas que não estava planeado. Ouvia vozes que vinham do exterior, era um som abafado, o que me chegava; - As vozes boas sossegavam o meu espírito, as más alteravam e adrenalina de minha mãe, aumentando a ansiedade do meu ser, e minha respiração excitava-se. Quando sentia a dor ou o desconforto de minha mãe reagia esperneava, agitava todos os meus membros, por todos os lados, porque o meu desenvolvimento e a minha vida dentro do ventre de minha mãe estava em perigo!
O ambiente e a vida de trabalho que minha mãe levava, o cansaço, e o lar, a pressão da sociedade são formas que levam a mortalidade infantil. Eu tinha porém um fator em mim; tempo, espaço, energia e vida, o meu ser obedecia a um só comando: Sobreviver. Queria ultrapassar a meta de Feto. Queria nascer, libertar-me para a luz do mundo. Esforçava-me vivamente nesses momentos na minha atividade dentro útero, descobrir sem descanso os resultados interessantes para poder enfrentar o mundo físico. Era um Feto com numerosos reflexos, cada semana transformava-me rapidamente os meus movimentos, eu queria-me manifestar-me: aqui estou eu.
O meu nascimento assinala a passagem de vida, do ventre de minha mãe, para a minha existência autónoma e, por este motivo o início da minha respiração automática fora de água, além disso, a passagem de um meio líquido, para, o meio gasoso. No meio líquido era leve, de um momento para um outro sentia-me brutalmente pesado, que mal podia mexer-me e me vai criar estados de incómodos.
Desenvolvi uma dinâmica de sobrevivência. O meu organismo transformou-se numa força repulsiva contra a um zigoto eu sou uma nova criança. Em mim existe uma nova vida de sobrevivência, no meu corpo de criança existe uma informação genética, - isto é -, uma nova forma de vida. Desde o ventre de minha mãe, enquanto feto, fui sempre uma criança auto determinada, sou sensível e racional. Esta é a forma de vida que funciona em mim como potencial, de sobrevivência.
mdp

Copyright 2010 by Carlos J. Pombo que reserva todos os direitos de autor. Modelo Simples.

Sem comentários:

Enviar um comentário