segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Minha única mulher

Não Há Montanha Alta o Suficiente
Quando precisas de mim
Não há obstáculos tao grandes
Não há espinhos nem pedras o suficiente
Não há rios revoltosos que me impeça
De chegar até a ti,
Estou sempre ao pé de ti
A onde eu esteja
Não importa a distância
Apenas chama-me, sou como a luz
Rápido e fiel, num segundo
Não precisas de preocupar-te
Porque, querida...
Não há obstáculos tao grandes
Não há espinhos nem pedras o suficiente
Não há rios revoltosos que me impeça
De chegar até a ti,
Amor lembra dos dias de crise
Que eu te liberto, faço tudo por ti
Podes sempre contar comigo,
Tu és a minha única mulher
E desde então
Foi a minha promessa que eu te fins
No dia do nosso casamento
Não há obstáculos tao grandes
Não há espinhos nem pedras o suficiente
Não há rios revoltosos que me impeça
De chegar até a ti!
Eu sou teu esposo 
O nosso amor está vivo
No fundo do meu coração
Mesmo se estivermos milhas de distância
Estarei sempre ao teu lado
Tu é meu único amor
Minha única mulher
Carlos J. Pombo

Sem comentários:

Enviar um comentário