sábado, 21 de julho de 2012

Uma outra dimensão

Quando existe compaixão em nossos corações, estamos a criar ondas radiações positivas emitidas pelas nossas mentes que atravessa o infinito universo. Quando a alma esta límpida, nossos corpos fica saudáveis, as energias do universo penetram em nós, regeneram as nossas células, tudo o que se estendem à nossa volta e para além do universo.  Nosso coração se encontra em harmonia...

temos grandes mudanças neste século, a onde a era, atómica, já está ultrapassada e entramos na era da luz reconheço isto como um processo involução, enquanto nos movemos do velho para o novo. Vocês estão a espera de quê…? Quem fica parado a olhar para o passado esse sofre e morre. Libertar-te de ti próprio? Se não chega a hora e depois tarde, é tempo decidir...e enquanto contas os carneirinhos o tempo passa…

A essencial interdependência de toda humanidade, nós somos a humanidade. O mundo evolui nossos filhos e netos é a continuação do nosso desenvolvimento e involução. Estamos naquele siclo onde o homem está-se a dirigir-se para um mundo invisível e lentamente está a deixar o mundo materialista…´Estamos agora muito próximo desse tempo. O que precisamos não é de divisão do mundo com guerras, mas sim compreensão e amor, sabedoria e compaixão uns para com os outros... enquanto a era atómica ficas para trás encontramos na era da luz.
Nós som os a humanidade e precisamos uns dos outros para involuirmos, sem comunicação não á involução! A Net abriu os olhos e involuiu muita gente para o lado positivo, mas aqueles que navegam sem rumo essa ficaram para sempre primatas. O mundo deu um grande salto para um outro sistema e dimensão, temos que descobrir outras formas de vida, para vivermos todos em harmonia! Temos que descobrir novos planetas, temos que ser descobridores do universo. Nossas mentes expandiram-se o grande mundo se tornou bastante pequeno. Um dia não precisamos de carros, aviões ou naves espaciais para deslocarmos para qualquer lado do planeta e para os planetas. Seremos transportados por maquinas que desmaterializam e no outro lado do túnel aparecemos materializados, sei que é difícil para alguns compreenderem a minha filosofia futurista. Vou dar um exemplo eu acredito que um físico é capaz de dividir um grão de açúcar em dois átomos “carbono e nitrogênio” eu não sei dividi-los, mas acredito. já em criança era um menino com ideias avançadas mas não sabia explicar porque o meu vocabulário era limitado, também fui sempre lento nos meus pensamentos e ideias, porque quero ser perfeito. Temos atravessado tempos difíceis e entrarmos na realidade... Esses que trabalham para o bem-estar da humanidade, são aqueles que vão prevalecer no final. Unidos permanecemos, e enquanto aprendemos novas coisas sobre o nosso universo, possamos amadurecer o suficiente, para que o nosso Mundo seja mais firme, consciente e humano, entre os astros e estrelas. A realidade é meramente uma ilusão para uns e a fé para outros, á que unirmos para construirmos um mundo melhor! A nossa tarefa deve ser libertar-nos do passado e aprender com o tempo e com a vida e com o cérebro da humanidade! Libertemos dos nossos instintos primários desta prisão primitiva, através da expansão do nosso ciclo e a abraçaremos as nossas ideias futuristas com diálogo para caminharmos para a paz… Podemos criar o céu aqui na terra...Tudo o que precisa fazer é ir para o interior, a nossa alma...e encontrar compaixão para com tudo o que está vivo...A vida é muito precioso o que é preciso é saber, vive-la sem prejudicar o próximo...Não desperdiçaremos as nossas vidas. Há que despertar...a creditar em mim e tu acreditares em ti mesmo… quem não acredita em si mesmo nunca poderá remover montanhas. Escolhe em montar a disciplina principalmente a nós mesmo...onde o raciocínio e compreensão mutua é amor á prosperidade temos que permanecemos...Unidos como o núcleo com os seus elétrones Autor: Manuel Dias Pombo

Sem comentários:

Enviar um comentário